segunda-feira, 29 de outubro de 2012

.Young-Deok Seo.

Addict - Nirvana 3, 2011.

O trabalho do artista sul-coreano Young-Deok Seo é de impressionar qualquer pessoa. Ele desenvolve suas esculturas de formas humanas realistas em tamanho natural ou ampliado, utilizando correntes de bicicleta soldadas umas às outras. Há uma certa melancolia presente em grande parte de suas obras: primeiro, pelo artista elaborar seu trabalho com base nas condições (ou falta de) humanas, nossas aflições, medos e falta de esperança. Segundo, pela própria escolha do material: frio, metálico, em cores neutras e escuras, que remetem às questões da era industrial, a atual tecnológica e a preocupação com o meio ambiente. Uma junção perfeita para o que Young-Deok Seo quer expressar. O preciosismo de seu resultado, mostra, de fato, que os orientais são extremamente pacientes e determinados no que se propõem a realizar.

O que mais me cativa em sua obra, é a sutileza e a sofisticação com que ele, mesmo trabalhando com um material bruto e rígido, consegue alcançar. O artista, apaixonado pela estética das esculturas e pinturas asiáticas, quase sempre trabalha suas obras, tanto nas figuras femininas, quanto masculinas, em cima das características físicas tipicamente orientais.

Outro fator muito interessante e que torna seu trabalho ainda mais bonito, é a mistura suave das tonalidades das correntes e seus reflexos, que deixam as ondulações das formas humanas mais realistas e verdadeiras, do que se tivesse optado por metais opacos.

Addict - Nirvana 3, 2011.

Addict - Nirvana 2, 2010.

Addict - Meditation 2, 2009.

Addict - Anguish, 2010.

Addict - Siamese, 2010.

Addict - Meditation 3, 2009.

Addict - Nirvana 3, 2009.

Addict - Meditation 4, 2009.

Infection - Anguish , 2011.

Balenciaga - Spring 2007.

Fazendo uma conexão com a moda, suas obras têm conceitos e características semelhantes à diversas coleções que vêm desfilando de tempos em tempos, ao longo dos anos, desde quando o movimento futurista alcançou as mentes e criações de certos estilistas. No entanto, a que vive mais ávidamente em minha memória e em minha opinião, criada de uma maneira mais honesta e menos fantasiosa, foi a icônica coleção Primavera/Spring 2007 da Balenciaga e suas leggings impressionantes revestindo as pernas das modelos, como se fossem robôs.

Impossível não mencionar também, pensando em eras medievais, as malhas metálicas usadas por baixo das armaduras utilizadas em combates.

Balenciaga - Spring 2007.

Exposição solo - Insa Art Center - Seoul, 2011.

Exposição solo - Insa Art Center - Seoul, 2011.


Vídeo oficial de sua exposição em Seoul, 2011.

Página no Facebook: www.facebook.com/artistyoungdeok


Boa semana!

.Por Raquel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário