terça-feira, 18 de dezembro de 2012

.Jung-Yeon Min.

4-Minutes - Acrílico sobre tela, 2009.

Inspirada principalmente pelo pintor holandês Hieronymus Bosch e suas obras revolucionárias e surrealistas em tempos classicistas, a sul-coreana Jung-Yeon Min, desenvolve, em suas pinturas, universos lúdicos misturados à cenas tão corriqueiras de nosso cotidiano. 

Com pinceladas firmes e uma preferência por cores adocicadas, claras e neutras: preta, branca e cinza, seu trabalho é delicado, feminino e cheio de formas orgânicas que se assemelham tanto às de cenários do fundo do mar, como aos órgãos do corpo humano.

Preocupando-se, além de tudo, com as perspectivas escolhidas, é bem visível a qualidade artística, técnica e criativa de Min. Formada pela Hongik University em Seoul e pela École Nationale Supérieure des Beaux-Arts em Paris, sendo a última cidade, o lugar onde optou por residir, a artista mostra uma evolução constante e de muito estilo no conjunto de suas obras, mesmo tendo apenas 33 anos.

La Fête - Acrílico sobre tela, 2009.

Issey Miyake - Spring 2011.

Nunca deixando de lado suas raízes, o trabalho de Min tem características típicas da arte oriental e quase sempre, as personagens que fazem parte de suas obras também da mesma origem que a criadora. Influências orientais são vistas aos montes em desfiles de moda, ainda mais por alguns estilistas em questão, como o japonês Issey Miyake. Seja em seu desenvolvimento sempre interessante de moulage, principalmente de seus plissados ou em suas estampas, as criações de Issey carregam muito da história e da arte do oriente.

Gare de Madrid - Acrílico sobre tela, 2010.

Comme Des Garçons - Fall 2010.

Rei Kawakubo, estilista também japonesa e dona da grife Comme Des Garçons, famosa pelo trabalho conceitual e pelo desenvolvimento e busca de novas formas e desconstruções, segue uma linha de criação semelhante à de Min.

Métamorphose - Le Moment Est Arrivé - Acrílico sobre tela, 2006.

Além do surrealismo, muitas de suas obras apresentam conteúdos vindos do movimento da Op Art, calcado na geometria, padronização e no abstracionismo.

Au Bord Du Lit - Acrílico e verniz sobre tela, 2006.

Hibernation - Acrílico sobre tela, 2009.


Listras, sobreposições, texturas delicadas, cores suaves, deformidades e proporções incomuns. Todas estas características são encontradas tanto nos looks dos desfiles acima, quanto na arte de Min.

Midi ou Minuit - Acrílico sobre tela, 2010.

Libertine - Spring 2012.

Métamorphose - Attendre - Acrílico sobre tela, 2006.

Illusion - Nanquim e aquarela sobre papel, 2011.


Nomade 3 - Naquim sobre papel, 2011.

Min já participou de uma série de exposições e suas obras podem ser encontradas na Galerie Kashya Hildebrand em Zurich, na Suiça.


Ótima terça-feira!

.Por Raquel.


Nenhum comentário:

Postar um comentário