segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

.Um Dia Na Rua XV De Novembro.


Nosso blog é apaixonado por café e isso não é novidade. Mas, algo que nunca foi dito por aqui, é que minha história com o café vem de berço. 

Meu pai trabalha no mercado de café, mais especificamente na Rua XV de Novembro, localizada no Centro Histórico de em Santos, uma das ruas mais tradicionais da área. Santos já foi uma cidade muito importante para o crescimento econômico do Brasil. Em meados da década de 20, o café dominava a economia e a principal área de comércio era a Rua XV, onde até hoje se encontra a Bolsa Oficial De Café, mais conhecido atualmente com o Museu Do Café.

Cresci em meio a esse ambiente histórico, onde o café sempre foi o protagonista. Acredito que tamanha paixão pelo grãozinho tenha crescido junto comigo e se consolidado com as infinitas noites em claro que me acompanharam por toda a faculdade.

Estar próxima deste universo nos proporcionou momentos divertidíssimos que queremos dividir com vocês, leitores. Visitamos o escritório de corretagem do meu pai, Gonzalez Corretora, e fotografamos amostras e mais amostras de grãos selecionados para o envio. Os clientes recebem estas amostras e analisam para comprar ou não, as sacas do produtor. 












Visitamos também, uma empresa de compra de café e participamos de uma mesa de prova! A prova é realizada por um classificador e ele degusta e analisa o café em aroma e paladar. O café para prova é feito com o grão torrado e moído na hora e água quente no início da fervura, sendo necessário  aguardar em media 4 minutos até o líquido estar pronto. Posteriormente, a prova e feita através de uma colher, aspirando o líquido e fazendo o barulho característico da prova, ativando assim, toda a parte sensorial gustativa. Depois, o café é cuspido em um recipiente e todas as sensações devem ser anotadas. É necessário grande conhecimento e sensibilidade para realizar este trabalho, mas, para nós duas, foi muito divertido realizar o processo!


Passando pela Rua XV De Novembro, é gostoso ver que apesar da aceleração de nossas vidas e a impessoalidade do mercado econômico, as pessoas ainda se reúnem para conversar e negociar nas cafeterias como antigamente.

.Por Fabíola.

2 comentários:

  1. Muito legal!!
    Nunca participei de uma degustação de café, deve ser delicioso ;D

    Beijos

    ResponderExcluir